AS NOITES DE BORIS | 17 E 24 DE AGOSTO | JARDIM DA CASA DAS ARTES

As Noites de Boris estão de volta!

Em agosto voltamos ao nosso ciclo de cinema ao ar livre com duas sessões dedicadas ao formato da curta-metragem nos jardins da Casa das Artes.

No dia 17, a sessão será dedicada ao cinema nacional com quatro curtas-metragens de realizadores portugueses. O dia 24 é dedicado ao cinema de animação numa seleção da Casa da Animação das melhores curtas-metragens da 30ª edição do Curtas – Festival Internacional de Cinema de Vila do Conde.

A entrada é gratuita e as sessões terão inicio às 21h30.

Quarta-feira, 17 de agosto | 21h30

NHA SUNHU 

José Magro 

2021 – Portugal – 20′30″ – FIC

Issa, futebolista bissau-guineense que joga em Portugal, é contactado por dois realizadores de cinema que desejam saber mais sobre a sua vida, com o propósito de fazer um documentário. Expondo as vozes que estão por detrás da câmara, Nha Sunhu é uma reflexão sobre olhar, viés, e representação do/a outro/a.

MULHER DA MINHA GENTE

Nicole Noia

2022 – Portugal- 30’ – DOC

Inserido no contexto histórico do Vale do Ave, Mulher da minha gente leva-nos numa viagem pelas fábricas têxteis e as suas histórias. Conceição, avó da realizadora, conta a sua história na primeira pessoa, refletindo sobre o papel da mulher na fábrica no contexto social de Vila das Aves no período pré 25 de Abril.

A BRIEF HISTORY OF PRINCESS X

Gabriel Abrantes 

2016 – PT/GB/FR – 7′ – FIC

Um retrato delirante da escultura Princess X de Constantin Brancusi, uma controversa escultura em bronze, que começou como um busto da igualmente controversa sobrinha bisneta do Napoleao, a Marie Bonaparte.

UM QUARTO NA CIDADE 

João Rui Guerra da Mata, João Pedro Rodrigues 

2021 – Portugal – 5′17″ – DOC

Quando fazem calar as vozes, a música vibra na memória.

Um Quarto na Cidade é um jogo de referências e uma homenagem ao realizador Jacques Demy. É também uma oportunidade para os dois realizadores recordarem (o homónimo) Une chambre en ville e Les Parapluies de Cherbourg, de Demy, e a importância que estes filmes tiveram para eles.

Quarta-feira, 24 de agosto | 21h30

GARRANO 

David Doutel e Vasco Sá

2022, Portugal, Lituânia, 14’ 

Um cavalo Garrano é forçado a puxar uma carga pesada sob um sol escaldante,e Joel, um jovem rapaz, descobre um homem que está prestes a incendiar uma floresta. 

O HOMEM DO LIXO

Laura Gonçalves

2022, Portugal, 11’ 

Numa tarde quente de Agosto, a família junta-se à mesa. As memórias de cada um vão-se cruzando para recordar a história do tio Botão. Da ditadura à emigração para França, onde trabalhou como homem do lixo, e quando voltava a Belmonte na carrinha cheia de “lixo”que transformava num verdadeiro tesouro. 

O CASACO ROSA 

Mónica Santos

2022, Portugal, França, 8’ 

Um filme-musical político sobre um Casaco Rosa sempre com alguma na manga. No conforto do seu lar, Casaco Rosa tortura e costura os opositores do sistema.

ICE MERCHANTS

João Gonzalez

2022, Portugal, França, Reino-Unido, 14’ 

Um homem e o seu filho saltam de pára-quedas todos os dias, da sua casa fria e vertiginosa presa no alto de um precipício, para se deslocarem à aldeia que se situa na planície abaixo, onde vendem o gelo que produzem durante a noite.

SCALE

Joseph Pierce

2022, França, Reino-Unido, Bélgica, República Checa, 14’

 Ao conduzir na autoestrada, WIll perde o seu sentido de escala. À medida que o seu vício em drogas se aprofunda, ele esforça-se para compreender a sequência de eventos que o levaram à sua situação, antes que esteja perdido para sempre. 

ALENTO

Leonor Pacheco

Música de: Pedro Pestana & Nils Meisel

2022, Portugal, 3’

Rua Ruben A, 210,

4150-635, Porto

ENTRADA LIVRE

PARCERIA PROGRAMAÇÃO