OUTUBRO’21 | CASA DAS ARTES

TRANSFER

Para o mês de outubro escolhemos oito filmes que revolvem à volta do tema da viagem e transformação.

Abrimos o mês com o filme vencedor dos Óscares deste ano, Nomadland realizado por Chloé Zhao. Conta a história de Fern, que depois de perder literalmente tudo, encontra a sua liberdade e a si própria na comunidade nómada.

Na semana seguinte, exibimos na quinta-feira, o filme Sibéria do americano Abel Ferrara, onde Clint, interpretado por Willem Dafoe, abandona a sua vida antiga para gerir um bar nas montanhas siberianas. No sábado, dia 9, exibimos A nossa Irmã mais Nova de Kore-Eda Hirokazu. Um grupo de três irmãs convida a sua recém-conhecida irmã para morar com elas numa viagem de transformação e conhecimento.

Na quinta-feira, 14, recebemos o mais recente filme da americana Kelly Reichardt, First Cow, sobre a viagem de dois improváveis amigos numa desconhecida Oregon. No sábado, temos Minari de Lee Isaac Chung que conta a história de uma família de sul-coreanos que se muda para os Estados Unidos na década de 80.

Na semana seguinte, exibimos a primeira longa-metragem de Chloé Mazlo, Céus do Líbano, que conta a história de Alice, uma mulher que abandona a Suíça para ir trabalhar no Líbano, onde se apaixona por Joseph, um jovem astrofísico. Exibiremos também O Retrato da Rapariga em Chamas de Céline Sciamma, uma história de amor entre a retratista Marianne e Heloíse, sujeito do seu retrato, na França dos finais do século XVIII.

Na semana que fecha o mês, exibiremos o filme de Lucrecia Martel Zama, onde  Don Diego de Zama é um oficial da coroa espanhola enviado para a cidade de Assunção, no Paraguai, e espera para ser transferido novamente para Buenos Aires onde está a sua família.

No sábado, dia 30, retomamos o nosso ciclo 7 ½ com a exibição do filme de Pedro Costa, Casa de Lava. A sessão contará com a presença do realizador.

Não percam outubro! Há muito para ver!

Sábado, 2 de outubro | 18h

NOMADLAND – SOBREVIVER NA AMÉRICA

Chloé Zhao

EUA | 2020 | FIC | 117’ | M/12


A terceira longa-metragem da realizadora Chloé Zhao, “Nomadland” apresenta Linda May, Swankie e Bob Wells, verdadeiros nómadas, como mentores e companheiros de Fern (Frances McDormand) na sua viagem pelas vastas paisagens do oeste americano. Após o colapso económico de uma cidade empresarial na zona rural de Nevada, Fern prepara a sua carrinha e parte pela estrada explorando uma vida fora da sociedade convencional, como uma nómada moderna.

Quinta-feira, 7 de outubro | 21h30

SIBÉRIA

Abel Ferrara

ITÁLIA, ALEMANHA, MÉXICO | 2020 | FIC | 92’ | M/16 


Clint abandonou a sua vida antiga para gerir um bar nas montanhas siberianas, onde a maioria dos seus clientes não fala inglês, a sua língua nativa. Insatisfeito com a tentativa malograda de encontrar paz no isolamento, Clint embarca numa viagem de trenó que o leva a uma gruta onde confronta os seus sonhos e as memórias que guarda das pessoas do seu passado, tentando compreender a sua vida. Odisseia anárquica e mística pelos caminhos do individualismo, da masculinidade e da nostalgia, o filme narra a viagem de um homem até ao interior de si próprio. Sexta colaboração entre Abel Ferrara e Willem Dafoe, Sibéria é já considerado o mais intrigante e misterioso projecto do cineasta.

Sábado, 9 de outubro | 18h

A NOSSA IRMÃ MAIS NOVA

UMIMACHI DIARY

Kore-Eda Hirokazu

JAPÃO | 2015 | FIC | 127’ | M/12


Três irmãs – Sachi, Yoshino e Chika – moram juntas numa grande casa na cidade de Kamakura. Quando o seu pai – ausente da casa da família nos últimos 15 anos – morre, elas viajam para o interior, para o seu funeral, e conhecem a sua tímida meia-irmã adolescente. Estabelecendo imediata ligação com a orfã Suzu, convidam-na a morar com elas. Suzu concorda avidamente e uma nova vida de alegre descoberta começa para as quatro irmãs.

Quinta-feira, 14 de outubro | 21h30

FIRST COW –  A PRIMEIRA VACA DA AMÉRICA

Kelly Reichardt

EUA | 2019 | FIC | 122’ | M/12

A premiada realizadora Kelly Reichardt (Meek’s Cutoff, Wendy e Lucy) retorna com o aguardado filme FIRST COW – A PRIMEIRA VACA DA AMÉRICA, uma emocionante e gloriosa história de amizade e pequenos crimes no Velho Oeste.

Um cozinheiro solitário e habilidoso (John Magaro) viaja para o Oregon e junta-se a um grupo de caçadores de peles, onde conhece um imigrante chinês (Orion Lee) que, tal como ele, procura criar a sua fortuna. Rapidamente colaboram num perigoso negócio que envolve roubar o leite de uma premiada vaca local, a primeira e única em todo o território.

Com esta premissa simples, Reichardt pinta um retrato autêntico da vida dura vivida na fronteira no início do século XIX, retratando a imensa e inquietante quietude da vida rural americana e interrogando as próprias bases sobre as quais o país foi fundado.

Combinando uma cinematografia suntuosa com um conto suavemente melancólico de furtos de laticínios, bolos doces e camaradagem à moda antiga, FIRST COW – A PRIMEIRA VACA DA AMÉRICA é o célebre magnum opus de uma das cineastas independentes mais importantes do cinema.

Sábado, 16 de outubro | 18h

MINARI

Lee Isaac Chung

EUA | 2020 | FIC | 115’ | M/12

Uma terna e arrebatadora história sobre o que nos faz criar raízes, Minari acompanha uma família coreana-americana que se muda para uma pequena quinta no Arkansas em busca do seu próprio sonho americano. A casa da família sofre uma enorme mudança com a chegada da avó, matreira e desbocada, mas extremamente carinhosa. Por entre a instabilidade e os desafios desta nova vida nas rudes montanhas Ozark, Minari mostra-nos como a família é resiliente e como se constrói um lar.

quinta-feira, 21 de outubro | 21h30

CÉUS DO LÍBANO

SOUS LE CIEL D’ALICE

Chloé Mazlo

FRANÇA | 2020 | FIC | 90’ | M/12

Céus do Líbano marca a estreia de Chloé Mazlo na realização de longas-metragens, tendo integrado a Semana da Crítica do Festival de Cannes. 

Esta é a história de Alice, uma mulher que abandona a Suíça para ir trabalhar no Líbano, onde se apaixona por Joseph, um jovem astrofísico, com o qual casa e tem uma filha, Mona. Anos mais tarde, em 1975, com o despoletar da guerra civil do Líbano e a escalada de violência, a família vê-se confrontada com dúvidas sobre permanecer ou abandonar o local de residência, o que origina uma série de desentendimentos no seio do próprio casal, ameaçando a sua estabilidade familiar.  

Sábado, 23 de outubro | 18h00

RETRATO DA RAPARIGA EM CHAMAS

PORTRAIT DE LA JEUNE FILLE EN FEU

Céline Sciamma

FRANÇA | 2019 | FIC | 121’ | M/12

1770. Marianne é pintora e tem de pintar o retrato de casamento de Héloïse, uma jovem que acaba de sair do convento. Héloïse resiste ao seu destino de esposa, recusando posar. Marianne tem de a pintar em segredo. Apresentada como dama de companhia, observa-a todos os dias.

quinta-feira, 28 de outubro | 21h30

ZAMA

Lucrecia Martel

ARG/BR/ES/FR/MEX/EUA/PT |  2017 | FIC | 115’ | M/12


Diego de Zama é um funcionário americano da Coroa Espanhola à espera de uma carta do Rei que o afaste do posto da fronteira, no qual se encontra estagnado.
A sua situação é delicada. Ele deve tomar precauções para que nada interfira nessa possibilidade. Vê-se obrigado a aceitar, de forma submissa, qualquer ordem dos Governadores que se vão sucedendo, enquanto ele permanece.
Alguns anos passam, a carta nunca chega. Quando tudo parece perdido, Zama decide juntar-se a um grupo de soldados em busca de um perigoso bandido.

Sábado, 30 de outubro | 18h00

ciclo 7 ½

CASA DE LAVA

Pedro Costa

PT/FR/AL | 1994 | FIC | 110’ | M/12

apresentado pelo realizador

Pedro Costa, revelado alguns anos antes com o fabuloso O SANGUE, confirmou com CASA DE LAVA todas as expectativas criadas por esse primeiro filme (no entanto, completamente diferente). Na paisagem vulcânica de Cabo Verde, filmada como se toda a vida (animal, vegetal ou mineral) tivesse sido coberta por um lençol de cinzas, CASA DE LAVA é outra história de dor e de sangue, vivida por “zombies” e outros seres amaldiçoados que junta, mais uma vez, o par do seu primeiro filme: Inês de Medeiros e Pedro Hestnes.

Texto da Cinemateca

Sala Henrique Alves Costa

Rua Ruben A, 210, 4150-639, Porto

bilhete normal: 3,5€

bilhete estudante / +65 anos: 2,5€

bilhete sócio CCP: 0,5€

A bilheteira abre meia-hora antes de cada sessão.

Não se fazem reservas. Não há multibanco.

http://www.cineclubedoporto.wordpress.com | http://www.facebook.com/cineclubedoporto

parceria