JULHO’21 | CASA DAS ARTES

JULHO’21

LEVE . MENTE

Chegamos a julho, mês que antecede a nossa pausa de verão. 

Depois de tempos conturbados e cheios de incerteza, apresentamos para este mês um ciclo cheio de filmes leves, esperançosos e que nos permitem respirar um pouco para além da pandemia. 

Na primeira semana exibimos Os Combatentes, primeiro filme de Thomas Calley, que acompanha o encontro revigorante entre um crédulo e uma pessimista. De seguida, exibimos Lúcia Cheia de Graça, uma fábula dos tempos modernos com a magnífica  Alba Rohrwacher e realizado pelo italiano Gianni Zanasi. 

No dia 8, exibimos o mais recente filme de Thomas Vinterberg, vencedor do Óscar de Melhor filme estrangeiro, Mais uma rodada, uma comédia dramática sobre viver e aproveitar a vida, com as suas alegrias e tristezas. No sábado, 10, voltamos ao cinema italiano com o filme A Felicidade das Pequenas Coisas realizado por Daniele Luchetti sobre Paolo, que após morrer e por causa de um erro administrativo tem direito a mais hora e meia de vida. 

Na quinta-feira, 15, exibimos Uma Rapariga Fácil, de Rebecca Zlotowski, que segue a história da jovem Naima e das suas peripécias num verão em Cannes. 

No sábado,17, não teremos sessão por indisponibilidade de sala. 

Na quarta semana de julho, recebemos dois filmes da KINO – mostra de cinema alemão realizada no início do ano em formato online e numa parceria com o Goethe Institut, exibimos dois filmes de jovens realizadores alemães. Casulo de Leonie Krippendorff, uma narrativa sedutora da intimidade feminina é exibido na quinta-feira,22 e  no sábado, 24, temos Futuro Três de Faraz Shariat sobre Parvis, um jovem gay de ascendência iraniana que vive na Alemanha. 

A fechar o mês de julho dois filmes de duas realizadoras francesas. No dia 29, exibimos o Meu Belo Sol Interior da Claire Denis onde Juliette Binoche interpreta uma mãe divorciada que procura o amor. No dia 31, Notre Dame de Paris, uma comédia sobre Maud, uma arquiteta falhada que de repente ganha o concurso de renovação do adro da catedral de Notre Dame de Paris. 

Não percam julho. 

Há muito para ver!

Devido às novas restrições, as sessões de quinta-feira passam para as 20h30.

As de Sábado mantêm o seu horário habitual das 18h.

Quinta-feira, 1 de julho | 21h30

OS COMBATENTES

LES COMBATTANTS

Thomas Calley

FRANÇA | 2014 | FIC | 98’ | M/12


O jovem Arnaud (Kévin Azaïs), cujo pai acabou de falecer, enfrenta um futuro incerto numa pequena cidade francesa. Ali encontra Madeleine (Adèle Haenel), uma jovem irreverente e cheia de ideias incomuns, que está decidida a ingressar num estágio militar de Verão para aprender estratégias de sobrevivência. Intrigado e animado pelo seu modo de ser, Arnaud decide segui-la. Porém, quando ambos se apercebem de que o treino é mais duro do que imaginavam, é já demasiado tarde para desistirem. Um filme sobre o amor e a iniciação à idade adulta, realizado por Thomas Cailley segundo um argumento seu em parceria com Claude Le Pape.

Sábado, 3 de julho | 18h

LÚCIA CHEIA DE GRAÇA

TROPPA GRAZIA

Gianni Zanasi

Itália | 2018 | FIC | 110’ | M/12


Lucia, mãe solteira, tenta encontrar um equilíbrio entre a vida com a filha adolescente, uma relação amorosa complicada e a sua carreira de topógrafa.

O futuro de Lucia fica em risco quando ela se apercebe do perigo ambiental que representa um projecto imobiliário ambicioso, baseado em incorrecções dos mapas municipais. Lucia sente-se dividida entre denunciar a situação e ficar calada, para manter o emprego. Uma misteriosa mulher estrangeira tenta convencê-la a fazer frente aos seus superiores e recomenda uma igreja como única solução para o controverso estaleiro. A crença em milagres de Lucia será brevemente posta à prova.

Quinta-feira, 8 de julho | 20h30

MAIS UMA RODADA

DRUK

Thomas Vinterberg

DIN/SUE/HOL | 2020 | FIC | 117’ | M/12

Existe a teoria que o ser humano devia nascer com uma pequena quantidade de álcool no sangue e que a embriaguez moderada abre as mentes para o mundo ao nosso redor, diminuindo os problemas e aumentando a criatividade. Atentos a esta teoria, Martin e três dos seus amigos, professores cansados do ensino secundário, embarcam numa experiência para manter um nível constante de intoxicação durante o dia de trabalho. Se Churchill venceu a Segunda Guerra Mundial ébrio, quem sabe o que alguns copos podem fazer por eles e pelos seus alunos? Os resultados iniciais são positivos e o pequeno projeto dos professores transforma-se num verdadeiro estudo académico. Mas rapidamente fica claro que a experiência, ainda que interessante, traz consequências.

Sábado, 10 de julho | 18h

A FELICIDADE DAS PEQUENAS COISAS

MOMENTI DI TRASCURABILE FELICITÀ

Daniele Luchetti

ITÁLIA | 2019 | FIC | 94’ | M/12

Paolo anda todos os dias de acelera. Uma manhã, atravessa um cruzamento com o sinal vermelho e é atingido por um camião e morre. Mas e, se por causa de um erro de cálculo do Paraíso, ele ainda tivesse uma hora e meia de vida? Uma hora e meia para aquilo que conta realmente, para estar com as pessoas que ama, os filhos, os amigos e apreciar as pequenas coisas da vida. Mas será que se consegue enfiar a felicidade numa hora e meia?

quinta-feira, 15 de julho | 20h30

UMA RAPARIGA FÁCIL

UNE FILLE FACILE

Rebecca Zlotowski

FRANÇA | 2019 | FIC | 99’ | M/16

Naima acaba de fazer 16 anos e nesse verão tem de decidir o que quer fazer da sua vida. É então que chega a sua prima Sofia, 22 anos, um corpo espantoso e um estilo de vida perigosamente sedutor. Naima só deseja encontrar o seu próprio caminho, desde que este a encaminhe para o topo, mas apesar dos avisos do seu melhor amigo Dodo, ela e a sua prima viverão encontros inesquecíveis durante um verão que as marcará para sempre.

No sábado,17, não teremos sessão por indisponibilidade de sala. 

SEMANA KINO EM PARCERIA COM O GOETHE INSTITUT

quinta-feira, 22 de julho | 20h30

CASULO

KOKON

Leonie Krippendorff

ALEMANHA | 2020 | FIC | 99’ | M/14

*filme legendado em português do Brasil

Um Verão quente na zona berlinense de Kottbusser Tor, a primeira menstruação, uma mão partida, um banho ao ar livre, aulas de educação sexual, uma rapariga que se apaixona por outra, uma boneca que grita e um casulo…

Sábado, 24 de julho | 18h00

FUTURO TRÊS

FUTUR DREI

Faraz Shariat

ALEMANHA | 2020 | FIC | 92’

*filme legendado em português do Brasil


O Instagram, os namoros no Grindr, a prestação de serviço comunitário num abrigo para refugiados, o amor proibido, as bebedeiras em festas de máscaras com novos amigos, bem como a constatação de que a busca por aquilo a que se chama lar tem um significado diferente para cada pessoa.

quinta-feira, 29 de julho | 20h30

O MEU BELO SOL INTERIOR

UN BEAU SOLEIL INTERIEUR

Claire Dénis

FRANÇA/BÉLGICA | 2017 | FIC |  95′ | M/14


Isabelle (Juliette Binoche) é uma mulher inteligente e sofisticada que vive em Paris. Divorciada há vários anos sente que agora, que chegou aos 50 anos de idade e encontrou uma certa estabilidade em várias áreas da sua vida, é o momento ideal para procurar o amor verdadeiro. Porém, entre uma relação e outra, vai perceber o quão difícil é encontrar alguém que a preencha verdadeiramente.

Sábado, 31 de julho | 18h00

NOTRE DAME DE PARIS

Valérie Donzelli

FR /BELG | 2019 | FIC | 90’ | M/12

Maud Crayon, uma arquitecta falhada e mãe solteira, com um ex-marido fraco e ainda demasiado presente na sua vida, sonha com um milagre que mude esta realidade. E é então que ganha o concurso para a renovação do adro da catedral de Notre Dame de Paris.E reencontra o charmoso ex-namorado, Bacchus. Terá que revelar os seus sentimentos a ambos os ex-companheiros para poder viver feliz para sempre. 

parceria de programação

Sala Henrique Alves Costa

Rua Ruben A, 210, 4150-639, Porto

bilhete normal: 3,5€

bilhete estudante / +65 anos: 2,5€

bilhete sócio CCP: 0,5€

A bilheteira abre meia-hora antes de cada sessão.

Não se fazem reservas. Não há multibanco.

 http://www.facebook.com/cineclubedoporto