JULHO’20 | CASA DAS ARTES

JULHO

CCP_2020-07_Cartaz_PRINT

HIATUS

Após uma paragem longa e forçada por uma pandemia que fez com que todos nós tivéssemos que interromper as nossas rotinas, regressamos à nossa programação regular com uma seleção de filmes sobre a pausa e a quebra na rotina.


Aproveitando também a chegada do verão e a vinda das férias para uma grande maioria, exibiremos, a partir de dia 16 de julho, cinco filmes cujas narrativas se desenvolvem ou culminam com a deslocação das personagens para um local  que não é o seu meio-ambiente.


Abrimos com a exibição do filme sensação de 2019  “Bacurau” dos brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dorneles. Largamente inspirado nos westerns mas não só, o filme conta a história de Bacurau que começa a desaparecer do mapa enquanto recebe a visita de uns forasteiros indesejados….
Nessa mesma semana, apresentamos o filme de Julie Delpy “O Verão de Skylab”, uma reunião de família que serve de retrato das contradições de uma França do final dos anos 70.


Na semana de 23 e 25 de julho, exibimos na quinta-feira “Frankie”, filmado em Portugal pelo norte-americano Ira Sachs, sobre a viagem final de uma famosa atriz com a sua família e amigos. Para sábado, dia 25, reservamos a comédia de Ingmar Bergman “Sorrisos de uma noite de verão” livremente inspirada na peça de William Shakespeare  Sonho de Uma Noite de Verão.


A fechar o mês, no dia 30, temos a obra-prima de Rossellini “Viagem em Itália” onde um casal aproveita uma viagem a Nápoles para refletir sobre o estado da sua relação.

Não percam este regresso, há muito para ver!

De acordo com as novas regras associadas ao combate à pandemia do COVID-19, o uso de máscara é obrigatório no interior da Casa das Artes e durante a duração total do filme.

Os lugares serão marcados e com um lugar de intervalo entre os espectadores, exceto se forem coabitantes.

julho'2'

quinta-feira, 16 julho | 21h30

BACURAU

Kleber Mendonça Filho, Juliano Dornelles

BRASIL/ FRANÇA | 2019 | FIC | 132’ | M/16


Pouco depois da morte da matriarca D. Carmelita, aos 94 anos, os habitantes de Bacurau, uma pequena vila situada no sertão brasileiro, descobrem que a localidade desapareceu dos mapas. Uma sucessão de acontecimentos insólitos leva-os a deduzir que se encontram sob ataque. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente uma estratégia de defesa. Um Brasil distópico, retratado num improvável cruzamento de géneros cinematográficos, fazem deste filme uma experiência cinematográfica imperdível.

Sábado, 18 julho | 18h00

O VERÃO DE SKYLAB

LE SKYLAB

Julie Delpy

FRANÇA | 2011 | FIC’ | 113’ | M/12

1979. Albertine, de 10 anos, e todos os seus parentes reúnem-se na casa de família, na Bretanha, para celebrar o aniversário da avó. Todos acreditam que o SkyLab, um pedaço do foguetão da NASA, irá cair sobre as suas cabeças nesse Verão. Este encontro acaba por transformar-se num fim-de-semana louco de revelações, amor e cantorias…

quinta-feira, 23 julho | 21h30

FRANKIE

Ira Sachs

FRANÇA/PORTUGAL | 2019 | FIC | 99′ | M/12

Frankie, uma famosa actriz francesa, descobre que só tem alguns meses de vida. Para as suas últimas férias, reúne toda a gente em Sintra, Portugal.

sábado, 25 julho | 18h00

SORRISOS DE UMA NOITE DE VERÃO

SOMMARNATTENS LEENDE

Ingmar Bergman

SUÉCIA | 1955 |  FIC | 108’ | M/12 

Brilhante história sobre a guerra dos sexos sob os espíritos de Schnitzler, Wilde, Strindberg e Shakespeare. De um lado estão os homens e a morte. Do outro, as mulheres e a afirmação da vida. E, manipulando emoções e sentimentos cruzados, está o génio de mestre Bergman, num mágico e bucólico Verão nórdico.

quinta-feira, 30 julho | 21h30

VIAGEM EM ITÁLIA

VIAGGIO IN ITALIA

Roberto Rossellini

ITÁLIA | 1974 | FIC  | 75’ | M/12


Os Joyce são um casal inglês interpretado por Ingrid Bergman e George Sanders que viaja para Itália com o objectivo de ver uma propriedade perto de Nápoles, recentemente herdada. Rossellini transforma a história de um casal aborrecido a viajar por Itália numa história sobre crueldade e cinismo, à medida que o casamento destas duas personagens se desintegra.

todos os filmes são exibidos na sua versão original com legendas em português.

* os filmes que ficaram por exibir devido à paragem, previstos para o passado mês de março, serão oportunamente repostos.

nao temos mb

Sala Henrique Alves Costa
Casa das Artes, Rua Ruben a, 210, Porto

bilhete normal: 3,5€ | bilhete estudante / +65 anos: 2,5€ | bilhete sócio CCP: 0,5€

A bilheteira abre meia-hora antes de cada sessão.

Não se fazem reservas. Não há multibanco.

http://www.cineclubedoporto.wordpress.com | http://www.facebook.com/cineclubedoporto