Casa das Artes | janeiro’19

  CINEMA NA CASA DAS ARTES

SALA HENRIQUE ALVES COSTA

JANEIRO

MADE IN ASIA

vol.I

Para abrir o ano de 2019, dedicamos a nossa programação de Cinema na Casa das Artes ao continente asiático. Do Irão ao Japão, passando pela Índia, Tailândia, Coreia do Sul e China, pretendemos exibir uma pequena amostra de um cinema tão rico e diversificado.

Abrimos o mês com um filme iraniano de um dos seus realizadores mais proeminentes: Asghar Farhadi. “Uma Separação” conta a história de Nader que, após a mulher sair de casa, contrata uma jovem para tomar conta do seu pai doente. 
No sábado, dia 5, vamos até à Coreia do Sul com o filme de Hong Sangsoo: “O Dia Seguinte”, um filme sobre relações e as suas consequências. 

Na semana seguinte, recebemos “A Grande Cidade” de um dos maiores realizadores indianos: Satyajit Ray, de quem Kurosawa disse: «Não ter visto o cinema de Ray significa existir no mundo sem ver o sol ou a lua». 

No dia 12, chega da Tailândia o primeiro filme de Kirsten Tan, “Pop Aye”, sobre a viagem de regresso a casa de um homem e um elefante. 

Na semana de 17 e 19 de Janeiro, exibimos o filme vencedor da Palma de Ouro de Cannes do ano passado: “Shoplifters”, realizado pelo japonês Kore-Eda Hirokazu.

“Se as Montanhas se Afastam” é o representante do cinema chinês, um filme realizado por Jia Zhang-Ke e que conta a história de Tao narrada em  em três momentos – 1999, 2014 e 2025.

Para fechar o mês, dois realizadores absolutamente fundamentais do cinema asiático. O primeiro, atual: Park Chan-wook, autor de “Old Boy”, com o seu mais recente filme “A Criada”: um thriller erótico  baseado no romance da britânica Sarah Waters mas passado na Coreia (subjugada ao Japão) dos anos 30.

O segundo, Akira Kurosawa.  O mestre japonês fecha a nossa programação com um dos seus filmes mais conhecidos: “Rashomon – Às Portas do Inferno”. 

Não percam janeiro porque há muito para ver!
 
 

CCP_2019-01_Cartaz_PRINT

 

Quinta-feira, 3 de janeiro | 21h30

UMA SEPARAÇÃO

JODAEIYE NADER AZ SIMIN

Asghar Farhadi

IRÃO | 2011 | FIC | 123’

Quando a sua esposa sai de casa, Nader contrata uma jovem mulher para tomar conta do seu pai doente. O que ele não sabe é que a nova empregada não só está grávida, como trabalha também sem a permissão do marido. Pouco tempo depois, Nader vê-se envolvido numa teia de mentiras, manipulação e confrontos públicos.

Sábado, 5 de janeiro | 18h00

O DIA SEGUINTE

GEU-HU

Hong Sangsoo

COREIA DO SUL | 2017 | FIC | 92’

É o primeiro dia de Areum numa pequena editora. Bongwan, o seu chefe, acabou recentemente a relação com a rapariga que estava no lugar de Areum. Como habitualmente, Bongwan sai de casa antes do amanhecer para ir trabalhar. As memória da rapariga que partiu ainda permanecem nele. Nesse dia, a mulher de Bongwan encontra uma carta de amor, vai até ao escritório sem avisar, e confunde Areum com a rapariga que partiu. 

Quinta-feira, 10 de janeiro | 21h30

A GRANDE CIDADE

MAHANAGAR

Satyajit Ray

ÍNDIA | 1963 | FIC | 131’

Em Calcutá, Subrata vive com a mulher, Arati, o filho de ambos, os seus pais e uma irmã mais nova. Quando o dinheiro começa a escassear a esposa começa a trabalhar fora, com sucesso. Quando o marido perde o emprego, é ela quem passa a sustentar a casa, o que contraria os costumes conservadores.

Sábado, 12 de janeiro | 18h00

POP AYE

Kirsten Tan

Tailândia / Singapura | 2017 | FIC | 102’

Num encontro fortuito, Thana, um arquitecto desiludido encontra nas ruas de Bangkok o elefante, Pop Aye, que perdera há muito. Entusiasmado, decide levá-lo numa viagem pela Tailândia, em busca da quinta onde cresceram juntos. Uma história universal sobre a amizade, a memória e a passagem do tempo, com estreia mundial no Festival de Sundance.

Quinta-feira, 17 de janeiro | 21h30

SHOPLIFTERS: UMA FAMÍLIA DE PEQUENOS LADRÕES

MANBIKI KAZOKU

Kore-Eda Hirokazu

JAPÃO | 2017 | FIC | 121’


Osamu e Nobuyo são um casal muito pobre cujos rendimentos miseráveis não chegam para sustentar a família. Para sobreviver, recorrem a pequenos furtos em lojas e supermercados. Um dia, Osamu encontra Yuri, uma menina perdida no meio da cidade, que se percebe ter sido vítima de negligência. Apesar das carências em que todos vivem, esta família resolve receber a criança em sua casa e assegurar-se de que fica bem…

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes, um filme dramático sobre a importância dos afectos com assinatura do aclamado cineasta japonês Hirokazu Koreeda.

Sábado, 19 de janeiro | 18h00

SE AS MONTANHAS SE AFASTAM

SHAN HE GU REN

JIA ZHANG-KE

CHINA/FRANÇA/JAPÃO |  2015 | FIC | 126′

China, final de 1999.
Tao, uma jovem rapariga de Fenyang é cortejada por dois amigos de infância, Zhang e Lianzi.Zhang, proprietário de uma estação de serviço, tem reservado para si um futuro prometedor, ao passo que Liang trabalha numa mina de carvão. 
Com o coração dividido entre os dois homens, Tao vai ter de fazer uma escolha que irá marcar o resto da sua vida e da do seu futuro filho, Dollar.
Num quarto de século, entre uma China em profunda mutação e a Austrália como a promessa de uma vida melhor, encontram-se as esperanças, os amores e as desilusões das personagens face ao seu destino.

Quinta-feira, 24 de janeiro | 21h30

A CRIADA

AH-GA-SSI

Park Chan-wook

COREIA DO SUL | 2016 | FIC | 144’ | M/18


De PARK Chan-wook, aclamado realizador de OLDBOY – VELHO AMIGO e THIRST – ESTE É O MEU SANGUE, chega-nos um thriller divertido e sensual passado na Coreia da década de 1930, durante o período da ocupação japonesa, e onde uma rapariga é contratada como criada de uma herdeira japonesa que leva uma vida isolada ao lado de um tio dominador. No entanto, o verdadeiro plano da criada que foi recrutada por um impostor para o ajudar a roubar a fortuna da sua senhora sofre um revés quando as duas mulheres descobrem emoções inesperadas…

Sábado, 26 de janeiro | 18h00

ÀS PORTAS DO INFERNO

RASHÔMON

Akira Kurosawa

JAPÃO | 1950 | FIC | 88’

Japão, século XV, um bandido admite ter matado um samurai. A esposa do falecido assume o assassinato e um lenhador contradiz estas duas alegações. O espírito do samurai declara, por sua vez, que ele simplesmente cometeu suicídio.

 

 

 

Bilhete Normal: €3.50 | Bilhete Estudante e +65anos: € 2.50 | Bilhete Associado Cineclube do Porto: €0.50
A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.
ccp@cineclubedoporto.pt | facebook.com/cineclubedoporto | cineclubedoporto.wordpress.com
Casa das Artes – Sala Henrique Alves Costa | Rua de Ruben A. 210, 4150-639 Porto | T. 220 116 350
culturanorte.pt |casadasartes.pt | facebook.com/casadasartesporto
Anúncios