CINEMA NA CASA DAS ARTES | ABRIL’18

CINEMA NA CASA DAS ARTES

SALA HENRIQUE ALVES COSTA

ABRIL

VIVE LE CINEMA!

No Cineclube do Porto, Abril é sempre um mês de celebração.

No próximo dia 13 de abril, festejamos 73 anos de existência. E, para o comemorar, iremos exibir uma das obras-primas de Robert Bresson:“Au Hasard Baltazar”. A exibição será seguida de um Porto de Honra.

Mas há mais.

Dedicamos a programação mensal da Casa das Artes ao Cinema.

Abrimos com “O Crepúsculo dos Deuses” o clássico de Billy Wilder onde Gloria Swanson é Norma Desmond e que conta com a participação dos realizadores Eric Von Stroheim, Cecil B. de Mille e Buster Keaton .

Na mesma semana exibimos o filme que François Truffaut realizou sobre os bastidores de uma produção cinematográfica e que chamou de “Noite Americana” numa alusão ao efeito utilizado em cinema para simular noite em pleno dia.

Na semana seguinte, para além da sessão especial de aniversário, exibimos o filme de Dziga Vertov “O Homem da Câmara de Filmar” um dos filmes manifesto da vanguarda soviética dos anos 20 e o filme de Jean-Luc Godard “Bando à parte”, uma das obras mais importantes da Nouvelle Vague onde o realizador assinou o seu trabalho como “Cinema”.

No dia 19, temos “Cinema Paraíso” o clássico de Giuseppe Tornatore, restaurado e reposto em sala por ocasião do seu 30º aniversário. Dia 21, exibimos o documentário “Lumière!” sobre os irmãos Lumière, numa abordagem nunca antes vista sobre os pioneiros da 7ªarte. No fim de semana de 21 e 22 de Abril, promovemos também o Workshop sobre a Nouvelle Vague com Carlos Melo Ferreira e José Oliveira ( para mais informações visitem o nosso blog).

Fechamos o mês com dois documentários; o mais recente filme de Agnès Varda, realizado em conjunto com o fotógrafo e street artist JR, onde os dois percorrem o interior de França procurando as histórias por detrás dos rostos e o filme-ensaio de Eryk Rocha, filho do realizador Glauber Rocha sobre a maior revolução cinematográfica da América Latina: “Cinema Novo”.

Este Abril celebramos ainda mais o Cinema.

Não percam, há muito para ver.

CCP_04-2018_Cartaz

 

Quinta, 5 de abril | 21h30

O CREPÚSCULO DOS DEUSES

SUNSET BOULEVARD

Billy Wilder

EUA | 1950 | FIC | 110′ | M/12

O filme que mudou a imagem de Hollywood no cinema. Billy Wilder “ressuscitou” Gloria Swanson, retirada há muitos anos, para um papel que poderia ser o dela própria (uma diva do mudo, retirada, num patético comeback), para dar um retrato negro da cidade dos sonhos. Cecil B. DeMille, Buster Keaton e Hedda Hopper aparecem brevemente, nos seus próprios papéis.

Texto: Cinemateca Portuguesa

Sábado, 7 de abril | 18h00

A NOITE AMERICANA

LA NUIT AMERICAINE

François Truffaut

FR/IT| 1973 | FIC | 115′ | M/16

A “noite americana” do título é o artifício técnico que faz com que as sequências de um filme que se passam de noite sejam filmadas de dia e depois escurecidas. O título justifica-se pelo facto de a acção ter lugar durante uma filmagem, o que nos faz percorrer os bastidores de um estúdio e assistir a uma série de jogos sobre as relações entre a vida e a arte, a realidade e a encenação. O próprio Truffaut faz o papel do realizador, Jean-Pierre Léaud, o seu alter ego, tem o principal papel masculino e a música é de Georges Delerue, fiel colaborador de Truffaut em dez dos seus filmes. 

Texto: Cinemateca Portuguesa

Quinta-feira, 12 de abril | 21h30

O HOMEM DA CÂMARA DE FILMAR

CHELOVEK S KINOAPPARATOM

Dziga Vertov

URSS | 1929 | FIC | 66′ | M/12

O Homem da Câmara de Filmar é um autêntico manifesto de Dziga Vertov, o realizador mais radical e futurista da vanguarda soviética dos anos 20. Cinema de montagem, que recusa a trama narrativa, o actor e os intertítulos, cinema da “câmara-olho” (kino-glaz), mais perfeita do que o olho humano. De ressaltar as contribuições de Mikhail Kaufman na fotografia e de Elizaveta Svilova, mulher de Vertov, na montagem. Um “filme ‘ao contrário’, com uma expressão fabulosamente ritmada”, na opinião de Jean Rouch, para quem Dziga Vertov “era antes de mais nada um poeta, o  documentarista das festas revolucionárias”, que acabou porser “rejeitado pela sua sociedade.”

Texto: Cinemateca Portuguesa

Sexta-feira, 13 de abril | 21h30

Sessão Especial de Aniversário – seguida de um Porto de Honra

AU HASARD BALTHAZAR

Robert Bresson

FRA/SUE | 1966 | 95′ | M/12

“Au Hasard Balthazar” é uma fábula construída em torno de um burro que vagueia de dono em dono. O cinema de Bresson estava, por esta altura, no máximo do seu despojamento, num misto de simplicidade e gravidade formais. As deambulações do burro, Balthazar, exprimem uma figura capital no universo do cineasta, o acaso. Através dos seus sucessivos donos, é a Humanidade que Bresson encena.

Texto: Cinemateca Portuguesa

Sábado , 14 de abril| 18h00

BANDO À PARTE

BAND À PART

Jean-Luc Godard

FRANÇA | 1964 | FIC | 95′ | M/14

Sétima longa-metragem de Godard, Bande à Part foi realizado no período em que o realizador mais questionou e reinventou o cinema. Personagens de cinema num mundo implacavelmente real ou personagens reais num mundo de cinema? Um filme denso e intenso, um dos grandes momentos do cinema moderno.

Texto: Cinemateca Portuguesa

Quinta-feira, 19 de abril | 21h30

CINEMA PARAÍSO

CINEMA PARADISO

Giuseppe Tornatore

ITA/FRA | 1989 | FIC | 120′ | M/12

Roma, 1980. O cineasta Salvatore Di Vitta (Jacques Perrin) recebe um telefonema da mãe que lhe comunica a morte do seu velho amigo Alfredo (Philipe Noiret). Salvatore – ou Totó – é invadido por recordações, revisitando a sua infância, na sua Sicília natal, quando vivia fascinado pela cabina mágica de Alfredo, o mal-humorado projeccionista do cinema da vila: o Cinema Paraíso. “Cinema Paraíso”, de Giuseppe Tornatore, é um dos bastiões do cinema italiano: conquistou em Cannes o Prémio Especial do Júri e a Academia de Hollywood escolheu-o como o melhor filme de língua estrangeira. Um filme nostálgico que encerra uma emotiva homenagem à Sétima Arte.

Sábado , 21 de abril | 18h00

LUMIÈRE!

Thierry Frémaux

FRANÇA | 2016 | DOC | 90′ | M/12

Em 1895, Louis e August Lumière inventam o cinematógrafo e filmam alguns dos primeiros filmes na história do cinema. Com a descoberta da mise-en-scène, dos travellings e ainda dos efeitos especiais e remakes, também inventaram o cinema enquanto arte. Dos seus mais de 1400 filmes, Thierry Frémaux, director do Festival de Cinema de Cannes e do Instituto Lumière, seleccionou 108: obras de arte mundialmente conhecidas ou descobertas de filmes antes desconhecidos, recuperados em 4K e reunidos para celebrar o legado dos Lumière.

Quinta-feira, 26 de abril | 21h30

OLHARES LUGARES

VISAGES VILLAGES

Agnès Varda e JR

FRANÇA | 2017 | DOC | 93′ | M/12

Agnès Varda, cineasta cuja visão e trabalho únicos lhe granjearam incontáveis fãs no mundo inteiro desde os anos 50 e JR, o icónico fotógrafo e muralista, com mais de um milhão de seguidores no Instagram, têm mais em comum do que se possa imaginar.  Ambos partilham uma vida apaixonada pelas imagens e como são criadas, exibidas e partilhadas. Agnès escolheu explorar a sua paixão através do cinema e do documentário, enquanto JR o faz nas suas emocionantes instalações fotográficas ao ar livre.  Quando JR, um fã de longa data, encontra Agnès na sua casa na rua Daguerre, perceberam de imediato que tinham de trabalhar juntos. Olhares Lugares documenta essa viagem calorosa através da França rural e a amizade terna que se forja durante o caminho. 

Sábado, 28 de abril | 18h00

CINEMA NOVO

Eryk Rocha

BRASIL | 2016 | DOC | 90′ | M/12

Filme-ensaio que investiga poeticamente o principal movimento cinematografico latinoamericano, através do pensamento dos seus principais autores: Nelson Pereira do Santos, Glauber Rocha, Leon Hirszman, Joaquim Pedro de Andrade, Ruy Guerra, Walter Lima Jr, Paulo César Saraceni, entre outros.

Bilhete Normal: €3.50 | Bilhete Estudante e +65anos: € 2.50 | Bilhete Associado Cineclube do Porto: €0.50
A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.
ccp@cineclubedoporto.pt | facebook.com/cineclubedoporto | cineclubedoporto.wordpress.com
Casa das Artes – Sala Henrique Alves Costa | Rua de Ruben A. 210, 4150-639 Porto | T. 220 116 350
culturanorte.pt |casadasartes.pt | facebook.com/casadasartesporto
Anúncios