Dezembro 2017 | Casa das Artes

EUROPA

A programação do mês de dezembro será dedicado à Europa.

Após a exibição do filme “Esta Terra não é nossa”, iniciaremos uma semana onde teremos dois filmes convidados, o primeiro, dia 7, é nos proposto pelo Parlamento Europeu inserido nas comemorações do LUX FILM DAY com o filme sueco “Sami Blood” da realizadora Amanda Kernell, transportando-nos para os anos 30 onde aborda problemas tão actuais como a xenofóbia e a crise de identidade cultural. No dia 9 recebemos a convite do festival BEAST, o realizador Kostiantyn Kliatskin e o seu documentário “Crimeia como foi”

Na semana de 14 e 16, recebemos o filme vencedor da Palma de Ouro deste ano “O Quadrado” e “Treblinka” o magnifico filme de Sérgio Tréfaut numa viagem aos campos de concentração.

Na semana do Natal e antes da pausa para as festividades, exibiremos o mais recente filme de Aki Kaurismaki “Do Outro Lado da Esperança”, no dia 21.

A fechar o ano, dois realizadores europeus obrigatórios. Rossellini e Godard, cada um com a sua visão da Europa. Não percam “Europa 51” e o “Filme Socialismo”.

Não percam Dezembro. Há muito para ver.

frames3

Sábado, 2 de dezembro | 18h00

ESTA TERRA É NOSSA

CHEZ NOUS

 Lucas Belvaux

FR/BELG | 2017 |FIC | 118′ | M/14


Pauline, uma enfermeira num distrito mineiro no Norte de França educa os seus dois filhos sozinha e cuida do pai, um operário da siderurgia reformado. Dedicada e generosa, os seus pacientes adoram-na e contam com ela.Ainda assim, ninguém se apercebe que Pauline, que enfrenta uma realidade social cada vez mais dura, lentamente começa a seguir um caminho nunca antes seguido por ninguém da sua família. Um partido nacionalista em ascensão, em busca de respeitabilidade, aproveita-se da sua popularidade, tornando-a na sua candidata às eleições locais…

Quinta, 7 de dezembro | 21h30

SÁMI BLOOD

Amanda Kernell

SUE/NOR/DIN | 2017 | FIC | 110′ | M/14

ENTRADA LIVRE

Elle Marja, de 14 anos, é uma rapariga Sami, criadora de veados, Exposta ao racismo dos anos 30 com exames biológicos e físicos no seu colégio interno, ela começa a sonhar com uma vida diferente. Para conseguir isso, terá que se tornar uma pessoa diferente cortando todos os laços com a sua família e a sua cultura.

Sábado, 9 de dezembro | 18h00

CRIMEIA COMO FOI

Kostiantyn Kliatskin

UCRÂNIA | 2016 | DOC | 84′

com a presença do realizador

A Associação dos cineastas dos documentários Babylon’13 apresenta a primeira longa-metragem sobre a anexação da Crimeia pela Rússia. As filmagens originais e as histórias não-ficcionais dos marinheiros, dos pilotos, dos pára-quedistas e dos fuzileiros navais sobre o confronto resistente aos invasores podem ajudar o público a encontrar a resposta à pergunta “Por que desistimos da Crimeia?”

Os Autores do filme olharam para os eventos históricos na Crimeia através do prisma do destino dos soldados ucranianos que não traem o juramento. “A Crimeia, como foi” – a história das mais altas qualidades humanas: honra, fidelidade, coragem.


Quinta-feira, 14 de dezembro | 21h30

O QUADRADO

THE SQUARE

 Ruben Östlund

SUE/DIN/ALE/FRA | 2017 | FIC | 142′ | M/14


Christian é o respeitado curador de um museu de arte contemporânea; homem divorciado e bom pai dos seus dois filhos, conduz um carro eléctrico e apoia boas causas. A sua próxima exposição, “O Quadrado”, é uma instalação que pretende evocar o altruísmo em quem a vê, recordando-nos o nosso papel enquanto seres humanos responsáveis pelos nossos congéneres. Mas às vezes é difícil viver à altura dos nossos ideais: a resposta incauta de Christian ao roubo do seu telefone vai conduzi-lo a situações das quais ele se envergonha.

Entretanto, os Relações Públicas do museu criam uma campanha inesperada para “O Quadrado”. A reacção é inflamada e lança Christian, bem como o próprio museu, numa crise existencial.

Sábado , 16 de dezembro | 18h00

TREBLINKA

Sérgio Trefaut

PORTUGAL/RÚSSIA| 2016 | FIC | 61′ | M/12

Rússia, Ucrânia e Polónia: viajamos num comboio fantasma a caminho dos campos de extermínio. Presente? Passado? Futuro? As vozes dos sobreviventes relatam aquilo que não é possível mostrar em imagens. Só é possível imaginar.

«Os vagões tristes levam-me para aquele lugar. Vêm de todas as direções: leste, oeste, norte, sul. De dia e de noite. Os vagões chegam sem parar.»

«Houve um tempo em que também sonhei. Sonhei que este passado nunca mais voltaria. Mas estava enganada. Esse passado está sempre aqui. Até hoje tenho horror a estações de comboio, linhas férreas, vagões. É como se todos os comboios me levassem para Auschwitz, Dachau, Treblinka.»

Quinta-feira, 21 de dezembro | 21h30

O OUTRO LADO DA ESPERANÇA

TOIVON TUOLLA PUOLEN

Aki Kaurismaki

FINL/ALE | 2016 | FIC | 100′ | M/12

Duas histórias que se cruzam. Khaled é um refugiado sírio que perdeu quase toda a família. Chega a Helsínquia e procura asilo sem grande esperança no seu futuro. Wikström é um caixeiro-viajante nos seus cinquenta anos que decide deixar a mulher e o trabalho. Muda de vida e compra um pequeno restaurante. Quando as autoridades decidem extraditar Khaled, como muitos outros, ele decide ficar ilegalmente em Helsínquia e desaparecer nas ruas da cidade, onde é vítima de vários actos de racismo, mas onde também encontra bondade pura. Wikström descobre-o e decide contratá-lo. A vida parece sorrir por um momento, mas o destino depressa intervém, podendo tanto conduzir a uma vida respeitável como ao cemitério. 

PAUSA DE NATAL

SÁBADO 23 DE DEZEMBRO NÃO HÁ SESSÃO

Quinta-feira, 28 de dezembro | 21h30

EUROPA 51

Roberto Rossellini

ITÁLIA | 1951 | FIC | 113′ | M/12


Ingrid Bergman interpreta Irene Girard, uma mulher rica e egocêntrica, habituada a uma vida luxuosa, em Roma. Quando o seu filho morre de forma dramática, Irene decide dedicar o seu tempo e dinheiro aos mais necessitados, de modo a lidar com a culpa e encontrar significado na sua vida. O seu novo propósito de vida leva a problemas conjugais e a questionar a sua sanidade.

Sábado, 30 de dezembro | 18h00

FILME SOCIALISMO

FILM SOCIALISM

Jean-Luc Godard

SUI/FRA | 2010 | FIC | 101′ | M/12

Uma sinfonia em três movimentos.
Coisas assim
O Mediterrâneo, um cruzeiro, várias línguas e vários passageiros.
Nossa Europa
O tempo de uma noite, uma irmã e o seu irmão mais novo convocam os pais para o tribunal da infância. Pedem explicações sobre os temas: liberdade, igualdade, fraterniadade
Nossas Humanidades
Seis lugares de verdadeiras/falsas lendas, Egipto, Palestina, Odessa, Hellas, Nápoles e Barcelona.

 

 

 

Bilhete Normal: €3.50 | Bilhete Estudante e +65anos: € 2.50 | Bilhete Associado Cineclube do Porto: €0.50
A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.
ccp@cineclubedoporto.pt | facebook.com/cineclubedoporto | cineclubedoporto.wordpress.com
Casa das Artes – Sala Henrique Alves Costa | Rua de Ruben A. 210, 4150-639 Porto | T. 220 116 350
culturanorte.pt |casadasartes.pt | facebook.com/casadasartesporto
Anúncios