CASA DAS ARTES | JULHO 2016

Sala Henrique Alves Costa – CASA DAS ARTES

julho

“JUVENTUDE EM MARCHA”

Dedicamos o mês de Julho ao tema da juventude e adolescência.

CCP_07-2016_Cartaz

E embora tenhamos exemplos do que a generalidade do mundo cinéfilo chama de Teen Movies com o filme BIG ou comédias indie como SING STREET temos também exemplos de grande cinematografia que estudaram e se focaram na complexidade da passagem da infância para a idade adulta.

Filmes icónicos que ilustram os conflitos interiores e as construções complexas e tortuosas de várias gerações de jovens como por exemplo RUMBLE FISH de Francis Ford Coppola (1986) ou BLING RING (2013) Sofia Coppola ou o SPRING BREAKERS de Harmony Korine.

Teremos também o drama MAMÃ do realizador Xavier Dolan e a longa metragem do português António Borges Correia OS OLHOS DE ANDRÉ.

Apresentaremos também um exemplo do cinema único de John Waters, CRY BABY.

FOTO CAPA FB julho

Sábado, 2 julho, 18h

ENQUANTO SOMOS JOVENS

WHILE WE’RE YOUNG

Noah Baumbach

EUA | 2010 | FIC | 97′

Josh e Cornelia Srebnick são um casal nova-iorquino a viver um momento delicado. Sem filhos e já na casa dos 40, ambos se dão conta de que algo falta nas suas vidas. É nesse momento que conhecem Jamie e Darby, um casal de namorados com pouco mais de 20 anos que, ao contrário deles próprios, vivem tudo de um modo apaixonado. Encantado com a forma de estar daquelas duas pessoas tão diferentes de si, Josh sente que eles são a representação de tudo o que ele sempre quis ser. De um momento para o outro, os Srebnick deixam de se encontrar com amigos de longa data e fazer tudo o que sempre fizeram para se dedicarem a estes jovens “hipsters”. Mas será que, com 20 anos a separá-los, a amizade entre os quatro pode ir além de um encontro fortuito entre um jovem casal inexperiente e um outro que apenas se sente frustrado com o resultado das suas vidas?

Com realização e argumento de Noah Baumbach (“A Lula e a Baleia”, “Greenberg”), uma comédia dramática que conta com Ben Stiller, Naomi Watts, Adam Driver e Amanda Seyfried nos principais papéis.

Quinta-feira, 7 juIho, 21h30

MAMÃ

Xavier Dolan

CAN/FRA | 2014 | FIC | 140′ | M/16

Uma mãe solteira viúva com muita garra, dá por si com o fardo de ter a guarda exclusiva do seu filho de 15 anos, que sofre de Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA). Enquanto ela tenta sustentar ambos e lida com esta situação difícil, Kyla, a nova e peculiar vizinha da frente, oferece-se para a ajudar. Juntos encontram um novo sentido de equilíbrio e esperança.

Vencedor do Prémio do Júri do Festival de Cannes.

Sábado, 9 julho, 18h

OS OLHOS DE ANDRÉ

António Borges Correia

PORTUGAL | 2015 | FIC | 65′

No seguimento do olhar desenvolvido por António Borges Correia – os moldes do documentário (“O Lar”, exibido no Indielisboa 2008) para recriar histórias de ficção (“O Gesto”, 2011) -, a paisagem de Arcos de Valdevez, em Portugal, serve de cenário para recriar, com as mesmas pessoas, uma história verdadeira. Aí, um pai tenta reconstruir a sua vida, depois de uma separação, para acolher o seu filho André e voltar a unir uma família. Pelo olhar de António Borges Correia e a perspectiva da sua câmara, os seus actores (as pessoas que viveram, nos mesmos papéis, a mesma história), seguem as sugestões que uma nova ficção cria a partir daquilo que já se viveu, dando-nos a conhecer, pelo cinema, uma vida real de um país verdadeiro. Mas são os olhos luminosos do jovem André a reunir o seu grande foco: aquilo que perdeu na sua família, o seu desejo de ver reconhecido o seu talento para o futebol profissional, e aquilo que ele resguarda, das suas várias figuras familiares, nesse seu jovem olhar.

Quinta-feira, 14 julho, 21h30

JUVENTUDE INQUIETA

RUMBLE FISH

Francis Ford Coppola

FRANÇA | 2015 | FIC | 135′ | M/18

Rusty James é o líder de uma gangue na cidade de Tulsa, no estado de Oklahoma, e sua vida se resume a lutar e a namorar com Patty. Rusty James foi abandonado pela mãe, tem um pai alcoolico e idolatra o seu irmão, “O Motoqueiro”, antigo líder da gangue, uma lenda na cidade, que desapareceu por estar a ser procurado pela policia local. Um dia, o seu irmão volta e Rusty acha que os dias de glóriatambém voltarão. Porém, seu irmão está muito mudado…

Sábado, 16 julho, 18h

O GANG DE HOLLYWOOD

BLING RING

Sofia Coppola

EUA | 1983 | FIC | 94′

Tudo o que Nicki sempre desejou foi ser rica e famosa. Seduzida pelo luxo de Berverly Hills, Los Angeles, apenas pensa em roupas caras e festas da moda. Decidida a mudar o seu destino e sair do anonimato, junta-se aos seus amigos Sam, Cloe, Rebecca e Marc para criar um plano de invasão às casas de algumas das mais importantes celebridades. Assim, ao mesmo tempo que se aproxima do “glamour” do mundo dos famosos, aquele grupo de adolescentes acaba por ter ao seu alcance mais de três milhões de dólares em bens de luxo.

Com argumento e realização de Sofia Coppola (“As Virgens Suicidas “, “O Amor É um Lugar Estranho”, “Somewhere – Algures”), um filme baseado em factos reais que, em 2008, fez correr muita tinta na imprensa de todo o mundo. Até ser descoberto, este grupo de jovens, na altura conhecido pelo nome de “The Bling Ring”, assaltou um sem-número de celebridades, entre elas, Paris Hilton, Lindsay Lohan, Orlando Bloom, Rachel Bilson e Audrina Patridge.

Quinta-feira, 21 julho, 21h30

VIAGEM DE FINALISTAS

SPRING BREAKERS

Harmony Korine

EUA| 2012 | FIC | 94′ | M/16

Para financiar a viagem de finalistas e viver a aventura das suas vidas, Brit, Candy, Cotty e Faith, estudantes do ensino secundário, decidem assaltar um pequeno restaurante da zona. Após conseguirem dinheiro suficiente para concretizar os seus planos, elas seguem para Miami, onde, depois de uma noite de farra que lhes garantiu a maior ressaca das suas vidas, são apanhadas pela polícia e apresentadas perante um juiz. É então que descobrem que a sua fiança foi paga por Alien, um criminoso local que, em troca de momentos de adrenalina, as leva sob a sua responsabilidade e as inicia numa vida de crime, droga e todo o género de perversidade.

Com argumento e realização de Harmony Korine (“Gummo”) .

Sábado, 23 julho, 18h

QUEM NÃO CHORA NÃO … AMA

CRY-BABY

John Waters

EUA | 1990| FIC | 85′

Baltimore, 1954. Lá vive Wade “Cry-Baby” Walker (Johnny Depp), um bad boy que é líder de um grupo. Ele é conhecido como “Cry-Baby” em virtude de chorar apenas por um olho, mas agora está apaixonado por Allison Vernon-Williams (Amy Locane), uma jovem rica que é criada pela avó, Mrs. Vernon-Williams (Polly Bergen), que considera “Cry-Baby” um delinqüente juvenil e não quer vê-lo junto da neta. Além disto, Baldwin (Stephen Mailer), o namorado de Allison que é líder dos “quadrados”, está totalmente contra “Cry-Baby” e o resto dos delinqüentes juvenis, assim lidera uma guerra santa contra eles. Isto gera pancadaria e vandalismo e os jovens delinqüentes são considerados culpados pelo caos, mas são liberados pelo juiz, com exceção de “Cry-Baby”, que é mandado para um reformatório.

John  Waters é um dos realizadores americanos mais corrosivos e perigosos do star system americano se pensarmos nas suas primeiras obras, em especial Pink Flamingos. E mesmo se com o tempo se tenha “domesticado” o seu cinema traz sempre um toque especial de irreverencia como se comprova com este CRY BABY.

Quinta-feira, 28 julho, 21h30

SING STREET

John Carney

EUA/GB/IRL | 20106| FIC | 106′

Dublin (Irlanda), década de 1980. Conor, de 14 anos, é um adolescente igual aos outros. Quando os pais se deparam com algumas dificuldades financeiras, optam por tirá-lo do colégio privado onde sempre estudou e matriculá-lo numa escola pública. A partir desse momento, tudo se altera: em casa, o ambiente torna-se a cada dia mais pesado, com os pais em constante ruptura conjugal; na escola, é gozado pelos colegas e perseguido pelos professores. Mas é também nessa altura que conhece Raphina, uma rapariga invulgar por quem se apaixona irremediavelmente. Para a impressionar, cria uma banda com alguns dos amigos mais próximos, também eles inadaptados. Através das músicas e do seu estilo muito peculiar, este grupo de jovens vai aprender a conquistar corações e a superar os desafios da idade…

Sábado, 30 julho. 18h

BIG

Penny Marshall

EUA | 1988 | FIC | 104′

Não é divertido o inicio da adolescencia, especialmente se não tivermos a altura desejada. Assim acha Josh depois ter lhe visto recusada uma ida a uma montanha russa. Mas ser um miudo num corpo de adulto também não é divertido, apercebe-se Josh depois de ver realizado o seu pedido numa maquina de desejos de se tornar adulto de um dia para o outro. 

O filme de Penny Marshall pode não ser o mais imprevisivel mas é genuinamente divertido em grande parte graças a um talentoso Tom Hanks, visto aqui no inicio da sua carreira onde faz jus ao seu talento para a comédia, mas também graças a um argumento francamente honesto sem grandes subtrefugios. 

A maioria do humor vem da inabilidade de Josh de entender a vida adulta, e a maioria da piada chega da forma como a inocência de Josh relativiza as situações que a comunidade adulta cria à sua volta.

 

Bilhete Normal: €3.50 | Bilhete Estudante e +65anos: € 2.50 | Bilhete Associado Cineclube do Porto: €0.50
A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.
Clube Português de Cinematografia – Cineclube do Porto
ccp@cineclubedoporto.pt | facebook.com/cineclubedoporto | cineclubedoporto.wordpress.com
Casa das Artes – Sala Henrique Alves Costa | Rua de Ruben A. 210, 4150-639 Porto | T. 220 116 350
culturanorte.pt |casadasartes.pt | facebook.com/casadasartesporto
Anúncios