Sessões de 15,16 e 18 de Janeiro | Casa das Artes

Esta semana, na Casa das Artes,  o Cineclube do Porto apresenta:

Quarta-feira, 15 de Janeiro | 21h30

RUÍNAS

Manuel Mozos

ruinas

PORTUGAL | 2009 | Doc | Cor | 60′ | M/6

“Ruínas” de Manuel Mozos retrata os lugares esquecidos e abandonados pelo tempo. Numa viagem pelo Portugal profundo, ele vai filmando as ruínas que trazem as memórias das coisas vividas e das histórias contadas. Estes são lugares desprezados, obsoletos e vazios mas que fazem parte da narrativa de um país e do imaginário coletivo de um povo.
“Ruínas” conquistou o prémio Georges de Beauregard no FIDMarseille e o prémio TOBIS para melhor longa-metragem portuguesa no IndieLisboa 2009.

Quinta-feira, 16 de Janeiro | 21h30

HOME / LAR DOCE LAR

Ursula Meier

Home_poster_500

SUIÇA/FRA / BEL | 2008 | Fic | Cor | 98′ | M/12

Uma autoestrada por acabar, abandonada há dez anos, degrada-se lentamente até ao dia em que, inesperadamente, se retomam os trabalhos de construção. À beira do asfalto, a poucos metros da barreira de segurança existe uma casa onde vive, pacatamente instalada, uma família que resolveu viver afastada da civilização. Assim começa o pesadelo daquelas quatro pessoas, habituadas ao silêncio e privacidade. Um filme sobre a solidariedade familiar num momento de mudança e sobre todas as consequências nefastas da poluição, quer físicas, quer psicológicas, na vida de cada ser humano.

Sábado, 18 de Janeiro | 16h

PLAYTIME / VIDA MODERNA

Jacques  Tati

playtime-poster

FRA / IT | 1967 | Fic | Cor | 115′ | M/12

Na era das “Economic Air Lines”, umas turistas americanas efetuam uma viagem organizada. O programa é composto pela visita de uma capital por dia. Quando chegam a Paris, apercebem-se que o aeroporto é exatamente igual àquele de onde partiram de Roma, que as ruas são como as de Hamburgo e que os candeeiros de rua se parecem estranhamente aos de Nova Iorque.
Ao longo das 24 horas que dura a sua escala em Paris, as turistas conhecem alguns franceses – entre os quais o Sr. Hulot (Jacques Tati) – com quem estabelecem uma relação mais pessoal.
“Playtime”, um ensaio sobre a vida moderna que ainda hoje continua extremamente atual, é a obra mais visionária e ambiciosa de Tati, o cineasta imortalizado pelo Sr. Hulot. 

 

Bilhete Normal: €3,50

Bilhete Estudante e Sénior: €2,50

Bilhete Associado Cineclube do Porto: €0,50

 

A bilheteira abre 30 minutos antes de cada sessão.

Anúncios