Filme-Concerto: O Homem dos Olhos Tortos – Sexta 13 de Dezembro | 21h30

A programação de 2013 anuncia um novo ano que se aproxima. O Cineclube apresenta, ainda antes de acabar o ano, seis filmes que inauguram a programação de cinema na sala Henrique Alves Costa, na Casa das Artes (Porto).

É o regresso a uma sala que já nos acolheu mas que agora ocupamos com um projecto de maior fôlego. O apoio da Direcção Regional da Cultura para 2013–2014 vem viabilizar um trabalho que se quer mais regular, mais intenso e mais abrangente.

Na próxima Sexta-feira, dia 13 de Dezembro de 2013 reabre-se a sala Henrique Alves Costa com o filme-concerto O Homem dos Olhos Tortos com banda sonora original de Paulo Alexandre Jorge & SAX SOLO PROJECT.

homem dos olhos tortos

imagem cedida por: Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema

O Homem dos Olhos Tortos
Leitão de Barros
Portugal | 1918 | Fic. | P&B | 63′

O FILME
Foi em 1918 que Leitão de Barros se estreou no cinema, em três produções da Lusitânia Filme, que marcaram o cinema português pré-Invicta Filmes: Mal de Espanha, O Homem dos Olhos Tortos e Malmequer. O Homem dos Olhos Tortos é um filme inacabado e revela o que, tendo sido concluído, seria provavelmente uma das obras mais interessantes do cinema mudo português: o folhetim publicado n’O Século e o material rodado deixam adivinhar uma representação cinematográfica inédita da cidade de Lisboa, à imagem das cidades imaginadas dos serials franceses e do bas-fonds literário e jornalístico português. Cenário de perseguições, raptos, chantagens, boias-correio e seduções hipnóticas e onde personagens mascaradas ou disfarçadas se moviam entre as tabernas da Mouraria e os cafés do Chiado, entre os arrabaldes ermos e subterrâneos imaginários (filmados no interior do aqueduto das Águas Livres), e entre a zona portuária e prédios de luxo das novas avenidas.

(texto da Cinemateca Portuguesa)

A MÚSICA
Paulo Alexandre Jorge & SAX SOLO PROJECT – Paulo Alexandre Jorge – saxofonista, tem vindo a desenvolver a sua procura como músico de Jazz centrado nas novas estéticas da música improvisada, do free jazz e da música experimental. É músico fundador e director de diversos projectos musicais, dos quais podemos salientar o actual THE FREE JAZZ COMPANY, com o qual partilha o palco com alguns dos nomes mais interessantes da improvisação. Em SAX SOLO PROJECT, Paulo Alexandre Jorge oferece-se a solo, na fragilidade ora suave ora violenta de um sopro ou de um ruído, na procura instantânea, por vezes dura e dolorosa, de um som, de um ritmo ou de uma melodia que livremente o expresse e o transforme.

Sessão realizada com o apoio de: Direção Regional da Cultura do Norte; Cinemateca Portuguesa; Instituto do Cinema e do Audiovisual; Flymedia Audiovisuais

Abertura às 21h, sessão às 21h30. ENTRADA LIVRE limitada à capacidade da sala.

RESERVA OBRIGATÓRIA

Casa das Artes (Porto) – Sala Henrique Alves Costa

Rua Ruben A., 210 4150 Porto

Para reservas contactar: producao@cineclubedoporto.pt (máximo 4 bilhetes por pessoa)

Anúncios